Do aumento da receita à redução de custos: sete vantagens do digital signage

Projetos de digital signage – ou de sinalização digital, na expressão traduzida – já podem ser observados nas principais capitais brasileiras. Cada vez mais empresas de todos os segmentos desenvolvem outdoors, quiosques, vitrines, testeiras, fundos de caixa e outros tipos de plataformas com tecnologia digital, tendo como grande vantagem a gestão centralizada do conteúdo exibido.

Além disso, no digital signage as atualizações de conteúdo podem variar de um dia para o outro, ou mesmo de um minuto para o outro, de acordo com o potencial de impacto da mensagem a ser emitida a um determinado segmento do público. “Um projeto simples pode incorporar inúmeros fatores de sucesso, como automação do conteúdo, público-alvo, personalização da mensagem, qualidade de imagem”, conta Orlando Custodio, CEO da Leyard Brasil e América Latina.

Pensando em todos esses fatores, que juntos levam ao sucesso absoluto das tecnologias de visualização digital, a Leyard elencou sete vantagens exclusivas desse tipo de estratégia:

1 Impacto na comunicação: Projetos de digital signage permitem a utilização de conteúdo dinâmico, com vídeos e animações de grande impacto visual, para comunicação de lançamentos, serviços e ofertas. Todos os meses a Leyard Brasil e América Latina instala projetos personalizados em lojas, vitrines e shopping centers no Brasil e no exterior. Se antes as marcas investiam na divulgação de vídeos e na interação apenas na internet, agora elas apostam nesse tipo de experiência também no ponto de venda. “A imagem em movimento é muito mais impactante para quem está buscando um produto ou serviço. Quando essa imagem é instalada na posição correta e em alta definição, esse efeito é especialmente catalisado”, conta o CEO da empresa, Orlando Custodio.

2 Segmentação de conteúdo: Esse tipo de tecnologia permite que a mensagem a ser exibia possa ser personalizada e radicalmente adaptada por data, hora, loja, público-alvo etc. Trata-se de uma comunicação eficiente e direcionada, ao contrário da comunicação estática tradicional, pela qual o mesmo material fica exibido durante todo o período em que estiver vigente. Com a comunicação digital, o conteúdo pode ser segmentado por dia e hora, de acordo com o perfil do cliente e a estratégia do negócio. Trata-se de uma loja diferente para cada momento! Por exemplo: uma marca identifica que o perfil de clientes que frequentam a sua loja durante o período da manhã é bem diferente do que o da parte da noite. Ela poderá, com isso, criar conteúdos específicos, para serem exibidos em cada período, tendo uma comunicação muito mais eficiente e direcionada.

3 Experiência 360° e convergência entre canais: Quando se fala em estratégias de varejo, os mais conservadores têm em mente ações de marketing on e offline e, entre elas, um abismo. Mas já é possível amenizar essa enorme distância entre o impacto de comunicação da loja física e da loja online sobre o cliente, por meio de uma experiência digital desde o ponto de venda. A possibilidade de navegação inteligente, de acesso a informações adicionais, de atualização imediata de conteúdos estratégicos e a exibição de peças publicitárias não é mais uma exclusividade das redes sociais ou de veículos de comunicação. Tudo isso pode, e deve, acontecer também dentro da loja física. Outra estratégia interessante é a convergência entre os canais, dentro da premissa de experiência omnichannel, com a total integração entre os canais web e das lojas físicas. Exemplo: a comunicação em loja física remetendo a compras no site e vice-versa. “Há uma infinidade de soluções digitais para o varejo, nos mais variados segmentos”, frisa o CEO da Leyard.

4 Agilidade e flexibilidade na implementação de campanhas: Em um processo tradicional de comunicação estática (com banners, wooblers, folhetos etc.), o material de comunicação, após criado e aprovado, precisa ser impresso, transportado e instalado, o que impacta bastante o prazo entre a demanda da campanha e a instalação de fato. Além disso, podem existir falhas durante o processo (de impressão, atraso no transporte, avaria) e, após impresso, o material não pode ser alterado caso haja algum imprevisto (falta de estoque, mudança de preço, inclusão de item, informações erradas). Por sua vez, com a comunicação digital o processo é muito mais simples, rápido e dinâmico. Após o conteúdo ter sido aprovado, ele poderá ser publicado imediatamente nos painéis de LED ou programado para ser exibido no período desejado. Caso seja necessária qualquer alteração basta fazer o ajuste e publicar o conteúdo novamente. Tudo isso em tempo real! “A grade de programação se assemelha ao de uma grade de TV onde serão determinados o período e o conteúdo a ser exibido”, exemplifica Custodio.

5 Redução de custos: Se formos calcular todos os processos utilizados no marketing offline, precisaremos elencar itens como impressão, transporte e instalação de cada material, com grande periodicidade, desperdício e muitas vezes retrabalhos gerados pela necessidade de corrigir detalhes que passaram despercebidos pela revisão final. Com a implementação do sistema de digital signage, a empresa passa a ter uma redução significativa dos custos de impressão de material, transporte e instalação, contribuindo para o meio ambiente e otimizando ainda mais o resultado da campanha, tendo em vista que a qualidade do material digital também é, geralmente, superior. “No médio e longo prazo, a relação custo-benefício do digital signage é absurdamente melhor”, pontua Custodio.

6 Aumento da receita de publicidade: Possuir projetos digitais dentro do negócio permite ao empreendedor vender espaços publicitários, com inúmeras oportunidades de ações de comunicação para os fornecedores. Nas mídias tradicionais impressas os espaços são restritos e estáticos, sem muitos atrativos para os anunciantes, que ficam limitados ao veicular sua comunicação, com um mesmo material durante longo período. Como os espaços são limitados, a oportunidade de venda de mídia fica limitada também e, muitas vezes, o custo e atratividade inviabilizam o processo. Já com a implementação do sistema de digital signage, em um mesmo painel podem ser exibidos conteúdos de diversos fornecedores. A comunicação será muito mais atrativa, dinâmica e atualizável a qualquer momento. Uma outra grande vantagem é que os fornecedores poderão optar por veicular seu conteúdo de acordo com seu público alvo, com um custo menor. Uma dica importante: o investimento com a implementação do sistema de digital signage pode tranquilamente vir a ser pago com a receita de publicidade.

7 Endomarketing: Por fim, além do apelo comercial voltado ao cliente externo, projetos de digital signage costumam ser ferramentas valiosas na comunicação interna e processos de treinamento. Servem, de forma sofisticada, de canais de informações para a equipe de vendas. O sistema de digital signage também pode ser utilizado para a veiculação de vídeos informativos e até mesmo treinamento da equipe de loja fora do horário de funcionamento da mesma.